Comunicação Interna e Endomarketing, qual a diferença?

Imagem

Promover a satisfação e motivação cada vez maiores de seus funcionários, caminhar para o bom funcionamento da empresa como um todo e redução de turnover. Todos esses aspectos fazem parte da comunicação corporativa, que aborda a comunicação interna, externa e endomarketing. Mas você sabe qual a diferença entre elas?

De modo fácil explicativo, podemos dizer que comunicação interna envolve processos de informação. Segundo, Torquatro (2004), a missão da comunicação interna é contribuir para o desenvolvimento e a manutenção de um clima positivo, propício ao cumprimento das metas estratégicas da organização e ao crescimento continuado de suas atividades e serviços e à expansão de suas linhas de produtos.

O engajamento, na comunicação interna, acontece pelo “autoconvencimento”, ou seja, a equipe envolta na transmissão das informações consome o fato que veicula através de canais oficiais, assim, veste a camisa da empresa e tem suas atitudes de acordo com isso.

Já o endomarketing, conforme Bekin (2004) é uma atividade do marketing. “Endo”, originário do grego, significa posição ou ação no interior, ou seja, “movimento para dentro”. Endomarketing é um conjunto de ações gerenciadas de Marketing dirigidas aos funcionários das organizações e empresas focadas no lucro, organizações não-lucrativas e governamentais, e as do 3º setor – ONG’s, observando condutas de responsabilidade comunitária e ambiental.

Para o endomarketing, os funcionários são clientes, ainda que internos e as tarefas desempenhadas por eles, são produtos internos. No endomarketing, o cliente é tratado prioridade na empresa e por isso, os esforços são direcionados a eles. O engajamento, no caso, é conseguido através de campanhas que mostram ao funcionário sua importância e como agir de forma correta é importante para a empresa.

 

 – Por Beatriz Moraes

Anúncios

#PapoAberto te explica a importância da Comunicação Interna!

Imagem

A Comunicação Interna tem um papel indispensável dentro das organizações, pois é um processo fundamental que reúne diferentes atividades que integradas, alinham informações e interesses para que a instituição obtenha melhores resultados junto com o planejamento estratégico da empresa. O profissional responsável por está área deve identificar e analisar os princípios e a estrutura organizacional, junto com o perfil dos empregados para desenvolver um plano com ações para melhorar diversos pontos, como os listados a seguir:

1-    Um funcionário quanto mais bem informado, mais se sente engajado e envolvido com a organização;

2-    Um profissional engajado com seu trabalho se torna o melhor porta-voz da instituição que trabalha;

3-    Ouvir o público interno faz com que o ambiente interno se torne mais agradável;

4-    Construir e/ou melhorar imagem institucional internamente, para a externa se desenvolver;

5-    Incentivar entrosamento dos funcionários e

6-    Criar um fluxo de informações.

Portanto, comunicação interna é um meio que permite o melhor diálogo, seja de forma decrescente, ascendente ou horizontal dentro da organização. Isso permite que o clima dentro da empresa seja estável e o relacionamento transparente entre as pessoas; afetando assim o ambiente externo da organização. Vale reforçar também que comunicação interna e marketing interno são processos diferentes, uma vez que o segundo tem função de motivar pessoas internas da empresa, porém voltado à questão de mercado e vendas, e não de comunicação.

– Por Mariana Guedes